Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Abril 01 2010

Temático

 

MOTE

 

"   Empunhasse eu a espada dos valentes!

Impelisse-me a acção, embriagado,

Por esses campos onde a Morte e o Fado

Dão a lei aos reis trémulos e às gentes!"

 

GLOSA

 

Empunhasse eu a espada dos valentes

Como se fora um "cavaleiro andante",

Qual D. Quixote sonhador...brilhante!

P'ra combater de forma consciente.

 

O mal que grassa, crescendo a esmo...

Impelisse-me a acção embriagado,

Pela vontade dum ser apaixonado

Por um ideal subtil, em si mesmo...

 

Cavalgando veloz em meu corcel,

Levitando ligeiro, porque alado...

Por esses campos onde a Morte e o Fado,

Dando lugar a doces rios de mel...

 

 

E tudo neste mundo seria tão diferente,

Num cenário idílico de verdade,

Onde a Paz entre os Homens e a Amizade,

Dão a lei aos reis trémulos e às gentes...

publicado por mariaivonevairinho às 20:04

Março 30 2010

"Pergunto ao vento que passa

Notícias da minha amada

O tempo...Não me acha graça

O vento não me diz nada."

 

(José Augusto Corredoura Pais)

 

 

               G L O S A

 

Para glosar o poeta,

Com seu humor e chalaça,

E para atingir tal meta

Pergunto ao vento que passa.

 

Sendo um poeta "brejeiro"

E de veia apaixonada,

Pedir ao tempo primeiro

Notícias da minha amada.

 

Mas o tempo não "ligou",

Julgando que era chalaça,

E até se empertigou!

O tempo...não me acha graça.

 

Decidi eu procurar

Ao vento pela minha amada.

Mas o vento sem parar...

O vento não me diz nada.....

 

 

ANTÓNIO BOAVIDA PINHEIRO

 

 

 

 

 

 

publicado por virginiabranco às 17:55

Março 28 2010

Temático

 

Mote

 

"Razão, irmã do Amor e da Justiça,

Mais uma vez escuta a minha prece,

É a voz dum coração que te apetece,

Duma alma livre, só a ti submissa."

 

Glosa

 

Razão, irmã do Amor e da Justiça,

Por ti...clama bem alto a Humanidade,

Ao seres também irmã da Verdade

És o oposto da inveja e da cobiça.

 

Ouve bem, pois...Oh! Tu que és a Razão,

Mais uma vez escuta a minha prece,

Que aquele que ao não ter-te...se enfurece,

Não pode merecer consideração.

 

Ao ter-se a Razão pelo nosso lado

Conforta pois a alma e enternece,

É a voz de um coração que te apetece,

Dizer que não será vilipendiado...

 

Sentir que a liberdade cresce e viça

Sem ter orgulhos vãos, e nem vaidade,

Apenas certeza, da realidade

Duma alma livre, só a ti submissa...

 

publicado por milualves às 17:27

Março 28 2010

Temático

 

Mote

 

"Sonho-me às vezes rei, nalguma ilha,

Muito longe, nos mares do Oriente,

Onde a noite é balsâmica e fulgente

E a lua cheia sobre as águas brilha..."

 

Glosa

 

Nesse mar longinquo...uma maravilha,

Voando para longe o meu pensamento,

Sonhos de beleza que eu acalento,

Sonho-me às vezes rei, nalguma ilha.

 

Com praias douradas e de águas quentes,

E as ondas se espraiam pela areia fina,

Com belos corais na água cristalina,

Muito longe nos mares do Oriente,

 

Onde a ilusão nos deixa dormente

Por belas sereias sinto-me embalado,

Por essas paragens fico encantado,

Onde a noite é balsâmica e fulgente.

 

Desse "Paraíso", dessa linda ilha...

Depois do sol pôr, e o dia se acaba,

Muito de suave a noite se afaga,

E a lua cheia sobre a água brilha...

 

 

2010-02-13

publicado por milualves às 16:50

Março 28 2010

Quando a poesia acena

Para grandes plateias

Saindo à "boca de cena"

Com aplausos, a mãos cheias...

 

Mas se dita entre amigos,

Em quatro paredes meias,

Tem outro sabor...te digo,

Porque se trocam ideias.

 

Mas para ser bem sentida

E com profunda emoção,

Sussurrada...para ser lida

 

No silêncio dum recanto,

Como fosse uma oração

Rezada em suave encanto...

 

2009-05-31

publicado por milualves às 13:17

Março 28 2010

"No céu, se existe um céu para quem chora",

Os anjos em seu coro celestial

Entoam belos hinos p'lo céu fora,

Em linda melodia divinal...

 

As lágrimas, que em minha face agora

Correm, dum sentimento são sinal

De dor, dum coração triste qu'implora

A Deus sua bênção providencial.

 

E se os "ais" do meu choro, ao céu chegarem

Como súplicas de angústia e de dor,

Se então por uma graça enfim mudarem,

 

Como gotas de orvalho, a sensação

De pedir um perdão ao Salvador,

Que chorar é uma forma de oração...

 

2010-02-28

publicado por milualves às 13:05

Março 28 2010

Sem ser supersticioso,

nem ter medo de "mésinhas"...

Talvez seja receoso!!!

De quê?... Vê lá se adivinhas?

 

Em "bruxas" acreditar?!!!

Se existem, eu não sei bem...

Mas prefiro evtar

os seus olhares de desdém...

 

É vê-las à meia-noite,

numa noite de luar...

Não há ninguém que se afoite,

para as mesmas enfrentar...

 

Em caldeirões, na fogueira,

fervilham as "maldições"...,

numa sopa "mixordeira",

de "unhas", "sapos" e "tritões"...

 

E depois de muitos gritos,

blasfemas, discussões...,

nos caldeirões vão ser fritos

"entranhas" e "corações"...

 

E antes do Sol raiar,

com seus chapéus de "cartuchas",

em vassouras vão voar,

em "magotes", essas BRUXAS...

publicado por milualves às 12:41

Março 28 2010

Os desígnios de Deus são insondáveis,

nem sempre nós humanos entendemos,

o porquê de momentos insanáveis...

Porém se n'Ele cremos,

nos conforta a sua companhia,

com quem os entes queridos que partiram

de Sua Luz e Graça compartilham,

e por nós velam por certo,

para em algum dia,

também nós junto a eles estarmos perto,

e ficarmos para sempre em sua companhia,

nesse viver infinito, nos abriga...

Força, pois, e coragem minha Amiga...

 

2008-12-06

publicado por milualves às 12:11

Março 28 2010

Amar os animais é um sentimento

D'amor, de compaixão e de respeito,

Não basta assegurar o alimento,

Carecem de atenção de qualquer jeito.

 

São seres que também sentem sofrimento

Se forem tratados com desrespeito,

Com ódio, desamor ou desalento,

Só querem ser amados a preceito.

 

Porque amigos do Homem eles são,

Apesar de todo o mal que causou

D'espécies em vias de extinção...

 

Poderemos estar a tempo d'evitar,

O que há muito o limite ultrapassou,

Para o «planeta azul», ainda salvar...

publicado por milualves às 11:59

Março 28 2010

Perguntei a um pintor

Qual a sua opinião,

Sendo a lágrima incolor

Como é que decidiria,

Qual seria a cor então?

Ensaiou na sua tela

Procurando a solução.

Se a mesma fosse amarela,

Então só serviria

Para expressar alegria...

Mas se em sua singeleza

Fosse expressão de tristeza...

Qual a cor que escolheria?

Um cinzento carregado,

Ou um roxo da "Paixão"?

Tampouco preto de dor...

Se verde como esmeralda

Qual o sentimento então

Que iria significar?

Esperança dá para chorar?

Porque se azul fosse a cor

Seria choro de amor...

Mas se então fosse vermelha,

Como o rubi ou o sangue,

Pareceriam centelhas

De um sentir d'alma exangue.

Porque a lágrima afinal

De sentimento é expressão...

E ao rolar pela face,

Mais não é do que o sinal

Do que cá dentro se passe,

Do que vai no coração...

Seja de raiva ou de calma!

De convívio ou solidão!

De tristeza ou alegria!

De amor ou de paixão! 

Ou mesmo o sentir de dor,

De prazer ou decepção!

De perda de um grande amor!

Qual a cor que então teria

Para cada estado de alma?

Por tudo isso Deus quis,

Pela sua natureza,

Dar à lágrima um matiz

De cristalina beleza...

Só podia, como tal,

Ter pois a cor do cristal...

publicado por milualves às 11:31

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

blogs SAPO